(41) 99975.3919
(44) 3031 . 1560
contato@miceonline.com.br
ícone Instagram
 
Projetos que integram “Mais Turismo” deve ser votados pela Câmara

Projetos que integram “Mais Turismo” deve ser votados pela Câmara

02.03.2018

No dia 21 de fevereiro esperava-se que fossem votados os projetos que compõem o “Mais Turismo”, que muitos acreditam que irá modernizar o turismo brasileiro. Um desses projetos consiste em transformar o Instituto Brasileiro de Turismo, Embratur, em serviço social autônomo, na forma do Sebrae. Atualmente a Embratur é vinculada ao Ministério do Turismo e tem como fonte apenas os recursos da União, com a alteração para agência seria possível realizar convênios e promover ações integradas com outros órgãos governamentais e, até mesmo com a iniciativa privada. Isso contribuiria para que a Embratur tivesse mais agilidade e competitividade. Outro projeto pretende permitir a ampliação da participação de capital estrangeiro nas companhias aéreas, ainda outro visa modernizar a Lei Geral de Turismo. Além desses, há o projeto que tenta permitir a abertura de cassinos em resorts. Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, declarou que a votação dos projetos no plenário será pautada dentro de 15 dias. Mas a votação foi obstruída pela oposição.

 

O presidente da Câmara ainda anunciou o cronograma de votações ) para parlamentares da Comissão de Turismo da Câmara e da Frente Parlamentar de Defesa do Turismo, bem como lideranças que constituem o Conselho Nacional do Turismo (CNTur), além do ministro do Turismo, Marx Beltrão, e o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz. Se for aprovada a urgência do PL 2724/2015, não será necessário a apreciação desses projetos pelas comissões.

 

Para Vinicius Lummertz, presidente da Embratur, essa iniciativa da Câmara é algo muito importante para o futuro do mercado de turismo no Brasil, bem como para a economia. Ele afirmou que “Assim como acontece em vários países, o Brasil precisa contar com um turismo forte para gerar empregos e movimentar a economia. Nós podemos alcançar esse protagonismo, assim como ocorreu com o agrobussiness. Há algumas décadas éramos importadores de grãos. Hoje somos o celeiro do mundo. Temos enorme potencial no turismo. Com essas medidas sendo aprovadas, teremos condições de nos tornar uma potência no setor”.


MAIS NOTÍCIAS

Nossos Parceiros

LPT4
DEV2
Desenvolvido por Dev2 - Comunicação Integrada