(41) 99975.3919
(44) 3031 . 1560
contato@miceonline.com.br
 
Carnaval 2019: foliões na rua e bilhões para a economia

Carnaval 2019: foliões na rua e bilhões para a economia

06.03.2019


A festa mais esperada do ano já está a todo vapor, movimentando não somente os foliões às ruas como também bilhões para economia. A expectativa é que o período de carnaval, entre os dias 1º e 06 março, movimente cerca de R$ 6,78 bilhões e ainda gere mais de 23,6 mil vagas de empregos, segundo o CNC – Comércio de Bens, Serviços e Turismo. E a explicação para esse crescimento vem da combinação da inflação baixa e dólar aproximadamente 20% mais caro em relação ao início do ano passado. Confira qual o panorama esperado para esses dias de festa.

O casamento perfeito: dólar alto e inflação baixa


De acordo a avaliação da CNC, o casamento da alta do dólar com a inflação mais baixa fez com que houvesse uma redução no número de viagens ao Exterior e, como consequência, impulsionou as viagens dentro do país durante o carnaval.


Fabio Bentes, economista-chefe da CNC, explica que “A massa de rendimentos está mais favorável e mais pessoas estão ocupadas, em um ambiente de inflação baixa e crédito mais barato, o que beneficia gastos não essenciais”.


Com isso, os Estados do Rio de Janeiro e São Paulo são os que terão mais impacto econômico nestes dias de folia; juntos representam 62% de toda movimentação financeira, em cifrão isso equivale a R$ 2,1 bilhões e R$ 1,9 bilhão, respectivamente. Os outros estados que terão grande impacto são Minas Gerais (R$ 615,5 milhões); Bahia (R$ 561,9 milhões); Ceará (R$ 320 milhões) e Pernambuco (R$217,6 milhões). Os demais estados juntos somam pouco mais de R$ 1 milhão.


Em outras palavras, o carnaval deve render uma alta de 2% para a receita das atividades econômicas no país, somando R$ 6,78 bilhões.


Os 3 segmentos que mais vão lucrar


C
om tanta expectativa em torno do carnaval os três segmentos mais promissores que lucraram durante o período de festa são hotelaria, alimentação e transporte rodoviário.


O faturamento para o ramo de serviços de hotelaria e pousada pode chegar a R$ 774,3 milhões; os segmentos de alimentação fora de casa, como bares e restaurantes podem faturar R$ 4,1 bilhões; e a expectativa para setor de transporte rodoviário chega a R$ 859,3 milhões. Juntos, os três segmentos somaram 84% de toda a receita gerada com o feriado de Carnaval.


Empregos sazonais


Outro benefício acarretado pelos dias de carnaval é a geração de emprego. Segundo a CNC, para atender a demanda sazonal, será necessário a contratação de 23,6 mil trabalhadores temporários entre os meses de janeiro e fevereiro, uma alta de 23,4% em relação ao carnaval do ano anterior.


O segmento de serviços de alimentação será responsável por aproximadamente 78% das oportunidades geradas, ou seja, 18,4 mil das vagas.


O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio ressalta a importância do Turismo nacional para a recuperação econômica e disse que “por trás da festa, que lota os principais destinos nacionais, há um enorme impacto no setor de serviços, o que fortalece a retomada do crescimento e a geração de emprego e renda”.

Com foliões nas ruas e bilhões para a economia o que não podemos é ficar fora dessa festa. Para continuar por dentro dos eventos, festas, conferências e turistas do Brasil e do mundo, assine nosso newsletter e receba todas as novidades em primeira mão.


MAIS NOTÍCIAS

Nossos Parceiros

DEV2
LPT4
DEV2
LPT4
Desenvolvido por Dev2 - Comunicação Integrada